"Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo". (João 16.33)

Quando você chegar, vou segurar teu pezinho, as dobrinhas da perna, a barriguinha macia, e o sorriso ainda sem dentes. Na cabeça, poucos são os seus cabelos, e muitas são as suas bochechas. No olhar, aquele brilho impagável.

Quando você chegar, vem trazendo também aquele perfume que só você tem, aquela alegria, aquela vitalidade, aquela gracinha. Escolher as roupinhas, uma a uma, se preocupando com o frio ou com o calor. Cuidado! Está ventando bastante! E logo estarei eu lá protegendo.Filho

Quando você chegar, minhas noites não serão mais as mesmas, ainda que sejam noites em claro, mas preenchidas por um amor imensurável! O cheirinho da fralda? Da golfada? O pesar da febre e da cólica? Ah, nem sequer um pestanejo em meus olhos… muito pelo contrário, atento estarei, e pronto esforçarei para o seu afago.

Quando você chegar, não mais haverão dias vazios.

Puxa… como eu sonho com esse dia… o dia em que você chegar.

Quem me conhece sabe… eu sou doido pra ser papai… e essa é uma carta para o futuro. Daqui a alguns anos, quando minha futura esposa estiver grávida, passar-lhe-ei mais confiança, dizendo o quanto eu sonho em ser um paizão!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: