"Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo". (João 16.33)

Quando você puder refletir sobre “vida” chegará sempre a uma conclusão: Por quê eu nasci? Por quem eu morrerei?

Foi debaixo de lágrimas que conversei com Deus sobre um assunto tão delicado, e tão pouco discutido, e registro aqui em muitas palavras o que penso acerca. Então acompanhe meu raciocínio:

Pise no chão, de um jeito forte ou de um jeito cuidadoso, mas pise descalço… sinta a temperatura do solo, sua aderência, suas falhas…

Segure uma caneca, sinta que ela pesa, ou que apenas 3 dedos seus cabem na alça, sinta o quanto ela já está usada e gasta…

Escute sons, qualquer que seja, das teclas tinindo ou de um veículo passando lá fora, ou de uma banda musical, ou de uma conversa…

Veja a luz… veja sua porta do quarto.. veja o botão de desligar do seu computador…

Um dia, certamente, você não poderá mais ver, sentir, pisar, segurar, escutar… você estará morto.

Se todas as pequenas e grandes sensações irão perecer um dia, do que vale viver? Por quê estou vivo se nada disso fará sentido quando eu morrer?

Sabe no que eu creio? Eu creio na vida eterna.

Mas não nessa vida carnal, em que posso sentir as coisas do mundo, eu creio na vida eterna, a vida do espírito, a vida do meu espírito. E essa vida está acessível a todos? Sim, está. E todas essas pessoas irão desfrutar dessa vida eterna? Não, não todos.

Jesus deixa bem claro que TODOS os que creem em Seu nome, de uma maneira obediente, e, aceitamos que Ele é o SENHOR de sua vida e de seu coração, terão sido salvos e terão a vida eterna.

O sentido de dizer que estamos sendo “salvos” não tange um momento tranquilo, ou seja, você não será salvo pelos bombeiros se nada trágico como um incêndio estiver acontecendo, você não será salvo por um mergulhador se você não estiver se afogando, isso é, só seremos salvos de algo no momento de desespero e de extrema necessidade.

E assim que nascemos, precisamos ser salvos! Estamos no ponto do desespero! Não na vida carnal… mas na vida espiritual… Jesus quer nos salvar do morte espiritual!!! Jesus quer que tenhamos vida eterna no Paraíso! Para isso precisamos ser salvos porque todos carecemos da graça de Deus… todos somos incapazes de entender o real sentido desse amor de Deus… é nosso Pai… e não quer os filhos mortos espiritualmente falando…

Então… por quê eu nasci?
Nasci para ser salvo e não morrer nunca mais.

Mas só serei salvo se eu clamar pela salvação… só serei salvo se eu esticar minhas mãos a Jesus… só serei salvo se eu obedecer os Teus mandamentos da salvação!

Não temo a morte do corpo, não temo o dia que não sentirei o chão, não temo o dia que não ouvirei os pássaros ou o zunido de um besouro me assustando, não temo o dia que não olharei a dor de um parto ou o sorriso de uma criança, não temo o dia que deixarei este mundo. Mas viverei cada minuto, cada segundo, cada instante para Adorar-Te Deus, para Amar-Te, e reconhecer que sou apenas uma ferramenta nas Tuas mãos… e que posso Te ajudar a salvar mais vidas… salvar vidas… salvar vidas… para que elas não tenham a morte, e sim a vida eterna no Teu seguro colo.

Não é religião, nunca foi. Não me importo de verdade com a igreja que você congrega. Mas entenda que a vida de Jesus é a ÚNICA e VERDADEIRA lição sobre ser salvo. Salvação. Salvação. Salvação!

Amar a Deus sobre todas as coisas da sua vida…
Amar intensamente todas as pessoas, assim como você si ama.

Então, pense… todas as coisas que você faz no seu dia… o que tens preparado, para quem será? Não aja feito louco!

Deus nos amou tanto que deu Seu próprio filho para nos mostrar como se vive para a salvação! Jesus sofreu, sangrou e morreu pela sua vida eterna!

Por quem eu morrerei?
Morrerei pelo único e verdadeiro amor… o Amor de Deus.

Comentários a: "Passos no Paraíso" (2)

  1. Thiago Fontoura said:

    Emocionante, amigo. E VERDADEIRO acima de tudo.
    “E disse Jesus: Eu sou o Caminho, a Verdade e Vida;
    ninguém vem ao Pai, se não for por mim.”
    JESUS CRISTO é tudo, Cheab. Pena que nós sejamos tão ingratos
    e displicentes para com ele.

    Abraços.

    • Joao Paulo Cheab said:

      Que bom que gostou… fico feliz pelo seu comentário… estou sempre às ordens.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: